Voltar ao topo

13 de julho de 2024

Câmara de Fortaleza anuncia seleção de advogados com salário de R$ 5,8 mil

A carga horária de trabalho será de 30 horas semanais.
Foto: Divulgação/CMFOR

Compartilhar:

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Gardel Rolim (PDT), anunciou uma seleção pública para a contratação de advogados que irão atuar no Escritório de Direitos Humanos e Assessoria Jurídica Popular Dom Aloísio Lorscheider (EDHAL). A carga horária de trabalho será de 30 horas semanais, com remuneração de R$ 5.833,99. A seleção será conduzida pela Comissão Especial de Seleção com o objetivo de selecionar advogados regularmente inscritos na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-Cearpa) para preencher duas vagas, além de formar um cadastro de reserva.

O edital foi publicado nesta terça-feira, 6. Gardel Rolim, destaca que a seleção vai reforçar o trabalho já realizado pelo escritório e melhorar o atendimento ao público. “Atualmente, o escritório conta com o atendimento de um profissional. Com o edital, passaremos a contar com dois advogados, o que nos possibilitará oferecer maior celeridade nos processos, com um atendimento personalizado e profissionais experientes na garantia dos direitos da população”, ressalta o gestor.

O processo seletivo será composto por duas etapas: análise de currículo e entrevista realizada pela comissão especial. As vagas são para preenchimento imediato e oito para o cadastro de reserva. As inscrições para o processo seletivo acontecem entre os dias 15 e 20 de junho na Sala da Coordenadoria das Comissões Técnicas Permanentes da Câmara Municipal de Fortaleza. Informações sobre o edital podem ser consultadas no site da Câmara Municipal de Fortaleza.

AVALIAÇÃO

A avaliação dos candidatos será conduzida pela Comissão Especial de Seleção, composta por membros indicados da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania da Câmara Municipal de Fortaleza, presidência da Câmara Municipal de Fortaleza, Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Ceará, Escritório de Direitos Humanos e Assessoria Jurídica Popular Frei Tito de Alencar (EFTA), ligado à Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, Rede Nacional de Advogadas e Advogados Populares (RENAP-CE) e professores vinculados ao Núcleo de Assessoria Jurídica Universitária (Najuc) ou Centro de Assessoria Jurídica Universitária (Caju) da Universidade Federal do Ceará e Escritório de Direitos Humanos (EDH) do Centro Universitário Christus (Unichristus).

[ Mais notícias ]