Voltar ao topo

18 de julho de 2024

Bolsonaro sofre bloqueio judicial e total retido já é superior a R$ 450 mil

Ex-presidente já havia recebido outro bloqueio, no valor de R$87 mil
Foto: Lula Marques/ Agência Brasil

Compartilhar:

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) sofreu nesta quarta-feira, 14, mais um bloqueio judicial devido a três multas aplicadas pelo governo de São Paulo, durante a gestão do ex-governador João Doria. A Justiça do estado decretou um bloqueio no valor de R$ 370 mil nas contas bancárias do ex-mandatário. As informações são da CNN.

A decisão é do juiz André Rodrigues Menk, da Vara das Execuções Fiscais Estaduais de São Paulo, que determinou a retenção dos valores em decorrência das multas não pagas que foram impostas contra Bolsonaro pelo governo do estado em 2021, à época comandado por João Doria, pelo fato do ex-presidente não ter usado máscara de proteção durante uma agenda em meio às regras sanitárias de combate à pandemia do coronavírus.

O valor total dos bloqueios nas contas de Bolsonaro, agora, chega a quase meio milhão de reais. Isso porque na terça-feira, 13, a juíza Ana Maria Brugin, da mesma vara de execuções fiscais, mandou reter R$ 87 mil do ex-presidente pelo mesmo motivo: multas não pagas aplicadas por violação à obrigatoriedade da utilização de máscaras de proteção durante a pandemia em 2021. Com isso, os valores bloqueados nas contas do ex-chefe do Executivo chegam a R$ 457 mil.

Em evento na sede do Partido Liberal (PL) nesta quarta, em Brasília, Jair Bolsonaro falou da medida judicial. “Por enquanto tenho fundo, daqui a pouco não vou ter mais. Vou ver se o Valdemar me paga por fora para não ter o salário retido aí. A gente não vai se desesperar por causa disso. Sabemos quem está do lado certo e quem quer o futuro do seu País”, disse.

[ Mais notícias ]