Voltar ao topo

14 de julho de 2024

Bolsonaro diz fazer o possível, mas que Petrobras ‘não é aquilo que eu gostaria’

Foto: Divulgação

Compartilhar:

O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a criticar a Petrobras nesta quarta-feira (16) e disse que a estatal não atua da forma que ele gostaria. “Tenho minhas críticas à Petrobras também. Não é aquilo que eu gostaria, não”, disse o presidente a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada.

“O que eu puder fazer, não mando na Petrobras, não tenho ingerência sobre ela, o que a gente puder fazer, a gente faz”, afirmou ainda. A declaração foi divulgada por uma página bolsonarista no YouTube. Bolsonaro tem reforçado críticas à companhia desde a divulgação do mega-aumento nos preços da gasolina, diesel e do gás de cozinha.

A declaração aos apoiadores foi feita após o presidente relacionar o preço do combustível ao trabalho de gestões petistas na companhia. “Combustível está alto no mundo todo. Poderia estar um pouquinho mais barato aqui, mas está no mundo todo essa conta de energia”, afirmou.

Também nesta quarta, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), também criticou a Petrobras. Ao defender a aprovação de projeto que muda o cálculo do ICMS, o deputado afirmou que o congelamento do imposto estadual “freia um pouco” o aumento de preço de combustíveis.

“Só que nós estamos com o petróleo baixando e o dólar baixo, e a cobrança é: a Petrobras agora vai baixar o combustível? O óleo diesel é mais barato fora do que aqui. Nós vamos ter redução de preço, ou é só como uma invasão, que vai avançando, avançando, e não recua?”, criticou.

FolhaPress

[ Mais notícias ]