Voltar ao topo

17 de julho de 2024

BNB disponibiliza R$ 580 milhões para fomentar turismo no Nordeste

Compartilhar:

Instituição está disponibilizando recursos para empreendimentos turísticos instalados na área de atuação do banco e que podem captar recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste

Priscila Baima
priscila.baima@opiniaoce.com.br

Ceará tem mais um feriadão começando nesta quinta-feira, 21, com feriado de Tiradentes (Foto: Natinho Rodrigues)

Com o objetivo de fomentar o turismo e apoiar a retomada do setor na Região Nordeste do País, o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) está disponibilizando R$ 580 milhões para empreendimentos turísticos instalados na área de atuação do banco e que podem captar recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) para investir em reformas, ampliações, modernização ou capital de giro. Desse montante, R$ 165 milhões estão programados para o Ceará.

O turismo no Ceará cresceu 29,2% nos primeiros dois meses de 2022. Foi o quarto melhor desempenho do Brasil no período, com destaque para a expansão dos segmentos que fazem parte dessa cadeia, como o aumento de receita obtidos por empresas dos ramos de transporte aéreo, hotéis, locação de automóveis e restaurantes. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo dados analisados pelo Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), o Brasil apresentou crescimento de 29% no turismo durante o mês de janeiro de 2022, na comparação com o mesmo período de 2021. De acordo com a análise, todos os Estados da área de atuação do Banco do Nordeste apresentaram aumento expressivo, em relação ao mesmo mês do ano anterior.

Uma mostra disso são os números de desembarques internacionais. De acordo com o levantamento do Etene, o desembarque desse tipo de passageiro, no Nordeste, cresceu 206% no primeiro mês de 2022, na comparação com o mesmo mês de 2021. Foram 18.595 turistas estrangeiros chegando à Região nesse período.

Já, no Ceará, o crescimento foi de mais de 260% de passageiros internacionais. “O Ceará foi o estado que apresentou a maior movimentação de passageiros de natureza internacional, com 6.329 desembarques em janeiro de 2022, representando avanço de +260,2%, na comparação com o mesmo mês de 2021”, diz o superintendente estadual do BNB para o Ceará, Livio Tonyatt.

No tocante à movimentação doméstica de passageiros, sob a ótica dos desembarques, para os estados analisados, verificou-se que no Nordeste, o Ceará foi o estado que apresentou maior variação positiva com +40,6%, na mesma comparação.

“Uma maior movimentação de turistas representa mais recursos financeiros em circulação e, naturalmente, mais impacto na economia local. O Ceará tem e utiliza bem seu potencial turístico para movimentar a economia. É um dos destinos mais procurados tanto por turistas nacionais quanto estrangeiros”, reforça o superintendente.

TURISMO É PRIORIDADE
O segmento do turismo é atividade considerada prioritária para aplicação de recursos do FNE em 2022. Segundo Tonyatt, o valor de R$ 580 milhões pode ser “ajustado ou reprogramado a maior no decorrer do exercício, de acordo com o comportamento da demanda apresentada às unidades de atendimento do BNB. Desses recursos, R$ 165 milhões estão programados para o Ceará”, pontua.

De acordo com o presidente do BNB, José Gomes da Costa, o banco liberou mais de “R$ 950 milhões nos últimos dois anos por meio de três mil operações de crédito”. Em sua visão, os estados da área de atuação do Banco estão vivendo uma grande oportunidade de recuperar um setor que sofreu bastante na pandemia.

Além de disponibilizar recursos do FNE, o BNB opera com o Fundo Geral do Turismo (Fungetur), disponibilizado pelo Ministério do Turismo. O Banco desenvolve ainda ações de fortalecimento da cadeia produtiva do turismo em cerca de 200 municípios componentes de 15 diferentes territórios por meio do Programa de Desenvolvimento Territorial (Prodeter).

O superintendente estadual avalia que o turismo no Ceará é um dos grandes vetores da economia da região. “Ao disponibilizarmos crédito e, ainda mais importante, o apoio à cadeia produtiva pelo Programa de Desenvolvimento Territorial do Banco do Nordeste (Prodeter), estamos confirmando essa vocação turística do Ceará como geração de emprego e renda”, conclui.

O Fungetur é uma linha de crédito de Capital de Giro destinada às empresas do setor do turismo. O limite de financiamento é de até R$ 30 milhões e o prazo para pagar é de até 60 meses, incluindo carência de até 12 meses. Esse limite depende também da disponibilidade de recursos do Fundo.

Lançado em 2016, o Prodeter trabalha a partir dos eixos da sustentabilidade social, econômica e ambiental. A sustentabilidade social é garantida pelo incentivo ao associativismo e pelas ações coletivas coordenadas pelos comitês locais. A dimensão econômica é fortalecida pelos incentivos à capacitação dos produtores, que resulta na incorporação de inovações e aumento da capacidade produtiva.

[ Mais notícias ]