Voltar ao topo

17 de julho de 2024

Barbalha vive semana de caos; cidade vizinha, Crato acende sinal de alerta

Compartilhar:

Barbalha viveu, na última quarta, cenário assustador, principalmente para famílias que moram próximas ao canal da Bela Vista. Preocupadas, autoridades de Crato tomam medidas

Antonio Rodrigues
antonio.rodrigues@opiniaoce.com.br

Alagamentos, carros arrastados, famílias desabrigadas em Barbalha (Foto: Samuel Pinheiro)

Barbalha viveu, na última quarta-feira, 13, um cenário assustador, principalmente para as famílias que moram próximas ao canal da Bela Vista.

A chuva na última terça-feira, 12, onde, afirma Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), houve acúmulos de 74 mm, prenunciou os estragos que seriam causados no dia seguinte com precipitação menor — 51 milímetros. A Prefeitura decretou calamidade pública.

Os danos causados pelo transbordamento do canal ainda estão sendo levantados pela Defesa Civil do Município, mas estima-se que aproximadamente 350 famílias tenham sido afetadas. Até a última quinta-feira, 14, 17 delas estariam em abrigos provisórios disponibilizados na Escola José Alves.

Na avaliação da coordenadora da Defesa Civil de Barbalha, Erineide Silva, a falta de alerta dos órgãos que monitoram as precipitações das chuvas sobre a possibilidade de haver um alto volume em um ponto específico, dificulta minimizar os impactos. O ponto crítico é que as águas que descem da serra encontraram como barreira uma ponte construída de forma inadequada, na avaliação da Defesa Civil

O secretário de Obras e Urbanismo de Barbalha, Antônio Everardo Garcia, diz que, no dia anterior ao transbordamento, foi feita a limpeza do canal, porém as manilhas presentes na ponte do Riacho Seco são pequenas devido ao grande volume de água que atingiu o canal. “Estamos com o maquinário fazendo as intervenções necessárias em diversos pontos do canal, incluindo a derrubada de uma das pontes que corta o canal na avenida General Costa Cavalcanti para garantir maior vazão às águas.”

COORDENADORIA
Apesar de criada em 2009 e regulamentada em 2011, a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Barbalha, afirma Erineide, foi efetivada há pouco tempo, o que dificultou identificar os problemas que poderiam ser causados pelas fortes chuvas. Além disso, a população do entorno do canal não passou por treinamento de evacuação, algo que acontece na cidade vizinha de Crato, que sofre com problema semelhante no canal do rio Granjeiro.

A partir do que aconteceu no último dia 13, Erineide projeta o trabalho do órgão em ações mais preventivas. A Secretaria de Obras e Urbanismo diz que há um projeto de construção do canal da Bela Vista, em fase de licitação pela gestão estadual.

CRATO EM ALERTA
Os danos reacenderam a preocupação em Crato, que historicamente lida com o transbordamento do canal do Rio Granjeiro — o último aconteceu em 2019, após uma precipitação de 130 milímetros. Segundo o secretário de Infraestrutura do Município, Ítalo Samuel Dantas, o trabalho de desassoreamento em janeiro fez com que, até agora, a estrutura tenha suportado os volumes das chuvas. “Houve um deságue adequado ao final do canal.”

Um projeto que solucionaria o problema em Crato está em fase final de ser concluído, em parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC). As intervenções seriam a adequação na geometria do canal. Além disso, a construção de galerias pluviais para dar um menor direcionamento de águas pelo canal do rio Granjeiro.

De acordo com Dantas, existe a garantia de R$ 50 milhões pelo Governo do Estado para a primeira etapa da obra, com lançamento da licitação ainda para o primeiro semestre deste ano.

[ Mais notícias ]