Voltar ao topo

14 de julho de 2024

Ausência de lideranças do PDT na 1ª noite de Expocrato deixa palanque quase exclusivo do PT

Não estiveram presentes, por exemplo, o presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Evandro Leitão; o líder do PDT na Casa, Guilherme Landim - que tem colégio eleitoral na região; nem os irmãos Ferreira Gomes, Ciro e Cid
Foto: Divulgação

Compartilhar:

A Expocrato, maior evento de negócios do Cariri, do Ceará, e um dos maiores do Norte e Nordeste, espera movimentar R$ 30 milhões em negócios neste ano e reúne, tradicionalmente, políticos cujos colégios eleitorais estão na região. Na abertura do evento, no domingo, 9, no Crato, estiveram presentes o governador Elmano de Freitas; o ministro Camilo Santana (PT); a primeira-dama, Lia de Freitas; o deputado federal José Guimarães (PT); além do prefeito do Crato, Zé Ailton Brasil (PT). O que chamou atenção, no entanto, foi a ausência de figuras centrais do PDT.

Não estiveram presentes, por exemplo, o presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Evandro Leitão; o líder do PDT na Casa, Guilherme Landim – que tem colégio eleitoral na região; nem os irmãos Ferreira Gomes, Ciro e Cid – este último, mais ligado a Elmano e Camilo. O prefeito de Senador Pompeu, Maurício Pinheiro (PDT), também mais presente no núcleo petista, compareceu ao evento. Ao lado de Camilo e Elmano, também marcaram presença o deputado estadual Davi de Raimundão (MDB), filho do ex-prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Macedo; e o secretário do Desenvolvimento Agrário do Ceará, Moisés Braz (PT).

A situação ocorre em meio a impasse interno ainda vivido no PDT. Na última sexta-feira, 6, o senador Cid Gomes assumiu o comando do partido estadual após acordo com Figueiredo, que segue na direção nacional. A decisão foi firmada em reunião na noite de quarta-feira, dia 5, em Brasília. Cid se comprometeu com Figueiredo em apoiar sua reeleição na gestão da sigla nos próximos anos. O OPINIÃO CE apurou que os deputados estaduais ligados ao núcleo encabeçado pelo ex-prefeito Roberto Cláudio e pelo prefeito José Sarto – Queiroz Filho, Cláudio Pinho e Antônio Henrique – não foram convidados para o encontro que selou o destino do PDT.

O Cid se comprometeu que eu seria o candidato único, seria o candidato que teria o apoio do grupo deles e nós colocaríamos, digamos assim, um processo de pacificação no partido”, explicou Figueiredo. “Me licencio agora e, claro, que dentro de um processo de diálogo a gente possa construir um caminho de paz para superarmos toda essa crise”, apontou o parlamentar.

PETISTAS NO PALANQUE

Sem as lideranças pedetistas no evento, o palanque foi ocupado por Camilo e Elmano. “Eu tenho o compromisso de dar continuidade a esse projeto de crescimento do Estado do Ceará. Quero parabenizar aos produtores e os artistas da Expocrato. Além disso, quero parabenizar ao povo do Cariri [pela exposição]. Muito obrigado, povo do Cariri, pela confiança de governar o Ceará. E irei devolver trabalhando muito pelo município e pelo Estado”, destacou Elmano.

Natural do Crato, Camilo apontou que a “exposição está na história” da população caririense. “Para mim, é ainda maior, porque vocês [cearenses] me deram a oportunidade de realizar avanços nessa feira como governador do Ceará. Hoje, estou em Brasília, ajudando o presidente a reconstruir o Brasil”, discursou o ministro.

[ Mais notícias ]