Voltar ao topo

17 de julho de 2024

9 mil professores de Fortaleza recebem microfones para atuação em sala de aula

Com distribuição feita durante três meses, mais de 9 mil educadores foram beneficiados, de acordo com a Prefeitura
Foto: Reprodução/Prefeitura de Fortaleza

Compartilhar:

Com distribuição iniciada em abril e concluída neste mês nas unidades de ensino, mais de 9 mil professores da Rede Municipal de Ensino receberam kit de microfones para atuação em sala de aula. Promovida por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), a conclusão das entregas foi celebrada nesta segunda-feira, 19, pelo prefeito José Sarto (PDT), na Academia do Professor. 

O equipamento é um dos benefícios garantidos aos professores da Rede como parte da política de valorização do magistério de Fortaleza. Conforme a Prefeitura, o investimento feito para a entrega dos kits é da ordem de R$ 10.969.564,00. Durante a solenidade, houve a distribuição simbólica dos kits a seis professores, representando todos os educadores da rede municipal beneficiados pelo recurso.

“A entrega dos microfones, além da distribuição dos chromebooks e do incentivo a realização de mestrado e doutorado, faz parte de uma política de valorização da pessoa. É um reconhecimento ao grande esforço que têm realizado as professoras e os professores, diretoras e diretores, todos e todas que trabalham para fazer de Fortaleza a cidade com melhor avaliação na qualidade do ensino entre as capitais brasileiras. Tenho certeza de que toda a comunidade escolar será impactada, porque é um equipamento que facilita muito a vida dos professores”, afirmou o prefeito durante o evento de conclusão.

Os kits de microfones têm capacidade de reproduzir som em salas de aula e auditórios com até 500 m². Com design moderno e compacto, o aparelho apresenta visor LED digital e bateria recarregável. Além do amplificador, o kit é composto por dois microfones, sendo um com fio e o outro headset sem fio (wireless) de última geração e conexão bluetooth. Acompanha também case para acomodação dos equipamentos e bolso para acessórios, além de uma alça de transporte do microfone e cabo USB.

SAÚDE VOCAL

Para o secretário executivo da Educação, Jefferson Maia, a ação é revolucionária por ser pioneira na Capital e pela grande contribuição para a saúde dos professores: “É uma política impactante primeiro porque é inédita, nunca aconteceu na história da educação de Fortaleza, e segundo porque é científica, é fruto de um trabalho que nós viemos desenvolvendo em estudo com a Unifor e também com o IPM, no qual identificamos que um dos principais problemas que afetam a saúde do professor é o desgaste das cordas vocais”, explicou Maia.

A fonoaudióloga do Instituto de Previdência do Município (IPM), Eleuzane Memória, considera que os benefícios proporcionados pelos microfones vão além da prevenção de problemas vocais, prevenindo os profissionais de possíveis afastamentos do trabalho ocasionados pela saúde vocal.

“O professor tem a voz como principal instrumento de trabalho, se adoecer da voz ele não tem condições de dar aula e exercer sua atividade laboral. Com os microfones, os professores podem falar na altura normal, poupando as suas cordas vocais. Isso promove a saúde e o bem-estar”, explicou, acrescentando que os problemas vocais que podem impedir professores de trabalhar, frequentemente, vêm associados a ansiedade e outros problemas de saúde mental.

PROGRAMA e-VOICE

Desenvolvido pela SME, em parceria com a Universidade de Fortaleza (Unifor), o Programa e-Voice oferece formação sobre o aparelho fonador associada a estratégias para utilização da voz de forma saudável. O enfoque é o cuidado com a saúde vocal dos professores da Rede Municipal. A fonoaudióloga Christina Praça, pesquisadora responsável pela iniciativa e diretora de pós-graduação da Unifor, acredita que o microfone é uma medida protetiva ao uso da voz em sala de aula.

Christina ressaltou que é importante o professor ser orientado por um fonoaudiólogo para a boa utilização do aparelho. “O microfone amplifica a voz e reduz o esforço na hora de dar aula. Mas produzirá melhores efeitos para o professor, para os alunos e as salas vizinhas se houver o conhecimento sobre o volume do som, o distanciamento entre a boca e o microfone, a postura corporal ao usar o microfone e outros detalhes importantes. O programa e-Voice passou por atualização recente e esta nova versão já contempla dicas e orientações sobre o uso do microfone”, detalhou.

Integrada à política de valorização e formação dos profissionais da SME, a Academia do Professor Darcy Ribeiro oferece um conjunto de serviços de formação e qualificação, além de assistência à saúde dirigida especialmente às necessidades dos educadores. 

[ Mais notícias ]